segunda-feira, 5 de julho de 2010

FUGINDO DA INCREDULIDADE

Hebreus 3:1-19

O autor vai continuar na sua argumentação da superioridade de Cristo. Moisés tinha uma importância enorme para o povo hebreu. Eles o viam não apenas como legislador, como também como aquele que mediou diante de Deus no deserto.
Afirmar que Jesus é superior até mesmo a Moisés parecia uma agressão espiritual ao povo hebreu.
Dentro desta argumentação o autor traz como mensagem secundária algo que podemos compreender bem em nossos dias.  A fuga da incredulidade.
O autor usa a expressão “apóstolo” no seu sentido primário – enviado. Jesus é o enviado Deus para mediar ante a presença do Senhor.
O autor começa comparando a fidelidade de Jesus com a de Moisés. Em meio  a esta argumentação ele vai mostrando como se manter longe da incredulidade.