segunda-feira, 23 de abril de 2012

DEMONSTRANDO UM AMOR SINCERO

Romanos 12:9-11

Após destacar os dons Paulo vai escrever agora sobre o amor. Ele parece seguir a mesma linha de raciocínio de I Coríntios 12 a 14. Mas lá ele trabalha especificamente com o amor fraternal, ou seja, com o sentimento dentro da igreja. Na carta aos romanos ele vai começar com o amor fraternal, mas terminará com o amor aos nossos inimigos.
Stott observa bem que nestes versos Paulo elenca uma receita para o verdadeiro amor. Nesta receita o apóstolo destaca 12 ingredientes maravilhosos: Sinceridade, discernimento, afeição, honra, entusiasmo, paciência, generosidade, hospitalidade, boa vontade, simpatia, harmonia e humildade. São elementos que movem o amor sincero.