segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

APOSTASIA, ADULTÉRIO ESPIRITUAL – parte 1

Oséias 5:1-15
Com Jeroboão II houve grande prosperidade material em Israel. Este fato contribui muito para que o povo se afaste dos caminhos do Senhor. Como é triste saber que muitos hoje também confundem prosperidade material com espiritual. Muitos não valorizam mais a palavra de Deus porque preferem alimentar os seus pecados.
Neste capítulo Deus mostra que a apostasia é comparada ao adultério. Isto desagrada a Deus, mas Ele não deixará impune os apóstatas.
O juízo de Deus atinge tanto os sacerdotes, os príncipes e o próprio povo. Isto ocorre porque os primeiros levam muitos do povo a errar, mas este por sua vez se agrada do pecado permitido e da manipulação da vontade de Deus.

DOIS NOMES, UMA SÓ SALVAÇÃO

Mateus 1:18-25
18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.
19 Então, José, seu marido, como era justo e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente.
20 E, projetando ele isso, eis que, em sonho, lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo.
21 E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
22 Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz:
23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel. (Emanuel traduzido é: Deus conosco).
24 E José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher,
25 e não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe o nome de Jesus.

Mateus teve a preocupação de escrever para os judeus. Por isso que seu evangelho começa com uma das duas genealogias de Cristo que aparecem. Sua genealogia é diferente da de Lucas (Capítulo 3). O motivo é que Mateus, considerando a importância da ascendência do Messias, destaca a linhagem da família de José. Lucas, em contrapartida, olhando o lado legal da questão e escrevendo para gentios, destaca o lado humano, olhando desta forma para a genealogia de Maria.