domingo, 5 de janeiro de 2014

APRENDENDO SOBRE AFLIÇÕES

João 4:43-54


43 E, dois dias depois, partiu dali e foi para a Galileia.
44 Porque Jesus mesmo testificou que um profeta não tem honra na sua própria pátria. 
45 Chegando, pois, à Galileia, os galileus o receberam, porque viram todas as coisas que fizera em Jerusalém no dia da festa; porque também eles tinham ido à festa.
46 Segunda vez foi Jesus a Caná da Galileia, onde da água fizera vinho. E havia ali um oficial do rei, cujo filho estava enfermo em Cafarnaum.
47 Ouvindo este que Jesus vinha da Judeia para a Galileia, foi ter com ele e rogou-lhe que descesse e curasse o seu filho, porque já estava à morte.
48 Então, Jesus lhe disse: Se não virdes sinais e milagres, não crereis. 
49 Disse-lhe o oficial: Senhor, desce, antes que meu filho morra.
50 Disse-lhe Jesus: Vai, o teu filho vive. E o homem creu na palavra que Jesus lhe disse e foi-se.
51 E, descendo ele logo, saíram-lhe ao encontro os seus servos e lhe anunciaram, dizendo: O teu filho vive.
52 Perguntou-lhes, pois, a que hora se achara melhor; e disseram-lhe: Ontem, às sete horas, a febre o deixou.
53 Entendeu, pois, o pai que era aquela hora a mesma em que Jesus lhe disse: O teu filho vive; e creu ele, e toda a sua casa.
54 Jesus fez este segundo milagre quando ia da Judeia para a Galileia.

Jesus foi bem recebido em Samaria. Agora ele volta para sua terra, apesar de saber que não era bem vindo ali (Mt 13:57; Mc 6:4; Lc 4:24). 
Chegando em Caná, onde fizera o primeiro milagre, é bem recebido exatamente por causa disso (v. 45). Era a segunda vez que Jesus ia a Caná da Galileia. Um oficial do rei estava com um filho doente e ouviu dizer sobre a chegada de Jesus. Imediatamente o procurou. Cafarnaum, onde morava o oficial, distava cerca de 30Km de onde estava Jesus.