segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

UMA PODEROSA SALVAÇÃO

Lc 1:67-75


67 E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo e profetizou, dizendo:
68 Bendito o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e remiu o seu povo!
69 E nos levantou uma salvação poderosa na casa de Davi, seu servo,
70 como falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio do mundo,
71 para nos livrar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos aborrecem
72 e para manifestar misericórdia a nossos pais, e para lembrar-se do seu santo concerto
73 e do juramento que jurou a Abraão, nosso pai,
74 de conceder-nos que, libertados das mãos de nossos inimigos, o servíssemos sem temor,
75 em santidade e justiça perante ele, todos os dias da nossa vida.


Nosso pano de fundo ainda é o nascimento de João Batista. Seu pai recupera a fala diante de todos que ali estavam. Zacarias confirma que o nome do menino seria João, como o anjo Gabriel havia ordenado.
Havia no coração de Zacarias uma profunda gratidão pelo nascimento do seu filho que foi fruto direto da misericórdia de Deus. Mas, apesar do agradecimento pela bênção física e emocional alcançada, Zacarias, assim como Maria engrandece a Deus. Ele exalta a Deus pela salvação que é outorgada a seu povo.
Os judeus tinham uma visão bem distorcida do Messias. Eles esperavam que fosse um poderoso rei que livrasse a nação do jugo e da escravidão. Mas Zacarias tinha uma visão perfeita da promessa mais antiga da Palavra de Deus. O envio do Salvador.